A minha revolta com os RHs

A minha revolta com os RHs

Me perdoe se você é ou pretende seguir carreira como RH, mas na boa, não tem coisa pior do que você estudar, se qualificar e ter que ficar como um louco atrás de uma vaga de emprego que tenha o seu perfil nos Classificados e quando aparece a bendita vaga, você tem que se submeter a diversas situações, como:

– mandar o currículo (em alguns casos você tem que enfrentar chuva, sol, passa fome, passa sede, etc.);
– ter a sorte de ser chamado;
– ter a sorte de participar de uma entrevista;
– ter a sorte de participar das dinâmicas de grupo;
– ter a sorte de ser chamado para outra entrevista entre os finalistas;

Até que depois de toda essa agonia, o tal recrutador chega e diz: “muito obrigado por participar do nosso processo seletivo. Nós vamos deixar o seu currículo salvo e qualquer coisa a gente entra em contato”!

Cara… fala sério! Tem coisa mais desesperadora do que precisar trabalhar e ficar com essa esperança?? Eu sei que existem exceções à parte, mas eu acho um total descaso e falta de respeito por boa parte desses profissionais alimentarem a esperança de quem está realmente disposto a contribuir com tal empresa, mas aí eles não ligam, não mandam um email, uma mensagem… nada… nada mesmo!!

2bDepoimentos sobre o curso on line Enfim, Desempregado. Clique aqui, para se inscrever agora!

Aguarde que entraremos em contato! Ah tá!

Desde 2005 eu espero pelo menos um feedback de certas empresas para dizer que eu não fui aprovado para trabalhar e nada…  não deram a mínima pra mim… e olha que ano passado eu vi uma matéria mostrando uma empresa que despejou centenas de currículos no lixo… affff! É ou não é de se desesperar?

Foi por causa disso que eu simplesmente parei de lutar contra o desemprego, parei de me submeter às regras do que “as empresas queriam”, parei de ter que ficar provando que eu era “o mais capacitado”, parei de esperar, ligação, email ou mensagem, parei de esperar “uma oportunidade”, parei de ler os Classificados de domingo, parei de enfrentar filas, parei… parei…parei.

Than than than thaaaan

Sabe o que me surpreendeu? Foi que parando de pensar “dentro do quadrado” eu passei a ter muito mais resultados, pois tudo bem se eu não tinha um emprego, afinal, diferente do que muitos possam (ou podiam) pensar, eu tinha (e tenho) pessoas para ajudar… com o meu talento… com o meu dom… com a minha experiência de vida e isso pra mim passou a valer muito mais do que ficar preso à mentalidade de ajudar apenas uma pessoa (um patrão…uma empresa).

Depoimento do Olintho sobre o meu trabalho:

Eu não venho dizer que é uma coisa do tipo “fácil, extremamente fácil”, mas acredite, é muito mais simples do que você pensa, afinal o que mais tem são pessoas precisando daquilo que você sabe fazer, mesmo que elas ainda não saibam disso. É aí que está o pulo do gato: você ajudar essas pessoas a serem mais felizes, mais bem sucedidas ou como eu sempre falo, pelo menos, menos tristes.
Depoimento curso Enfim Desempregado 1Depoimentos sobre o curso on line Enfim, Desempregado. Clique aqui, para se inscrever agora!

Eu poderia passar horas escrevendo e explicando como funciona, mas o meu intuito é poder fazer com que você descubra esse conjunto de potenciais que já existe aí dentro de você para que as pessoas que fazem parte do seu ciclo de influência possam ser ajudadas por você, a partir daquilo que você já faz (e muito bem por sinal), não importa o que seja.

Ado, a-ado… pense fora do quadrado!

Por esse motivo eu gostaria de poder ajudar você a se libertar desse paradigma que tanto aprisiona pessoas talentosas como você (afinal é quase certo que você tenha recebido a doutrina de ser mão-de-obra em uma empresa, com um alto cargo na chefia ou liderança de uma grande empresa, etc.), concorda?

Mas veja: até hoje você deve estar esperando uma “oportunidade” de entrar no tal emprego ou de sair do atual e aí entra tudo isso que eu acabei de falar no texto acima.

Esperar é o caminho mesmo?

Portanto, , eu gostaria que você refletisse se “esperar uma oportunidade em uma empresa” realmente tem sido uma boa opção pra você. Se sim, tudo bem… quem sou eu para dizer o que é bom pra você, né?

Agora, se você está cansado de deparar com inúmeras portas fechadas e está com a mente aberta para receber dicas, ideias e ferramentas para tirar proveito do desemprego (assim como eu passei a tirar), eu convido você a fazer o meu curso em vídeo “Enfim, Desempregado”. Com ele eu tenho ajudado gente de todo Brasil a pensar fora da caixinha do empregativismo, para que comecem a se desenvolver profissional e financeiramente através dos seus principais talentos e aptidões, mesmo que ainda não saibam como começar.

Para saber mais detalhes sobre ele, basta clicar aqui para fazer o curso agora, abrir a mente e colocar a mão na massa. Caso contrário, você corre o sério risco de ficar na eterna expectativa de receber a tal ligação ou mensagem daquele RH que NUNCA VAI LIGAR PRA VOCÊ (e sobre isso, eu sou suspeito pra falar)! Não é à tôa que sou Desempregado desde 2005!

P.S: você pode fazer o pagamento usando o seu cartão de crédito ou via boleto bancário. Assim que o seu pagamento for compensado, automaticamente você receberá um email com o acesso ao curso!

Clique aqui agora para ter acesso ao curso e faça, que acontece!

O que a Rosana tem a dizer sobre o curso:


Clique aqui agora para ter acesso ao curso e faça, que acontece!

O que o Moisés tem a dizer sobre o curso:

Moisés Jr from Rafael Freire on Vimeo.


Clique aqui agora para ter acesso ao curso e faça, que acontece!

O que o Michel tem a dizer sobre o curso:


Clique aqui agora para ter acesso ao curso e faça, que acontece!

Os 4 posts mais visto até agora