Pacotes de Música ao vivo e Marketing com Rafael Freire

6 passos para ganhar dinheiro rápido na internet sem gastar um centavo

Ganhar dinheiro rápido, quem não quer?

Bom, eu não me tornei um empreendedor por querer ter o meu negócio próprio, nem por estar infeliz um emprego medíocre e nem por querer impactar o máximo de gente possível através da internet, mesmo porque naquele tempo (em meados de 2008) ela ainda estava começando a tomar conta das nossas vidas e seque tínhamos muita informação de como explorá-la de forma eficiente. Eu me tornei um empreendedor por necessidade… por sempre ter as portas fechadas quando eu ia em busca de um emprego… ou simplesmente por até hoje nunca ter tido o feedback de RHs que sequer tiveram a preocupação de me ligar para dizer que as vagas pelas quais eu disputara tinham sido preenchidas.

Eu falo mais sobre isso no meu curso em Vídeo “Enfim, Desempregado: como trabalhar e enriquecer sem depender de um emprego”. Caso você também se identifique com essa situação e tenha interesse em saber mais sobre o que fazer para começar a lucrar com aquilo que você sabe e gosta de fazer, basta clicar aqui.

Enfim, neste artigo eu vou mostrar como eu ganhei mais de R$ 2 mil (mais precisamente R$ 2.278) em 2 dias na internet sem gastar nenhum centavo, concorda? A verdade é que eu não sou e nem pretendo ser esses gurus que ficam na internet com promessas mirabolantes com ganhos rápidos e, antes desse meu feito eu ralei muito e investi pesado na minha educação com cursos, viagens, dedicação e muitas renúncias. Mas vamos direto ao assunto: de modo a não deixar este post muito extenso, vou procurar resumir o que você pode fazer em 6 passos, com o detalhe de que estes são os conceitos e não necessariamente podem refletir em resultados imediatos com você (pois como eu já disse, venho trabalhando há um bom tempo nisso), ok?

Pense fora dos posts Redes Sociais!

Embora seja legal obter visualizações, curtidas, seguidores e comentários nos seus posts, a grosso modo, não são eles que vão pagar a sua conta. Ponto. Você precisa se comunicar com pessoas devidamente qualificadas e aquecidas para receber a sua mensagem. Não porque você está postando e fazendo marcações dos nomes delas em suas postagens, mas porque elas pediram para que você se comunique com elas. Isso se acontece quando elas deixam de ser meras curiosas ou “curtidoras” dos seus perfis e páginas sociais e passam a se tornar seus leads!

Mas o que são leads?

Imagine que você conhece uma pessoa e você vê que ela tem algo que chamou a sua atenção. Como ela é muito interessante, em poucos minutos de conversa, você fica louco(a) para ter o contato dela para que vocês possam trocar ideias e aí, eis o que você vai fazer: pedir o telefone ou email dela, concorda? Pois é, um lead é alguém qualificado que se interessou por você, pelo seu assunto, pelas suas ideias e trocou informações de contato (telefone e/ou email) para que sempre seja possível vocês manterem contato um com o outro e isso, no que diz respeito ao marketing digital, será possível através do seu site. Resumo: um lead vale mais que um “curtidor” (que muitas vezes é um curioso que nem sabe por que curtiu a sua página). Ele representa um cliente em potencial seu.

Clique aqui e saiba mais!

Não seja chato!

O pior erro que você pode cometer ao conhecer alguém é pedir que esse alguém compre logo de cara de você, ainda mais se o seu produto/serviço tiver um preço elevado. Não é porque você tem o contato da pessoa que você deve ficar pentelhando no WhatsApp com suas propagandas em suas transmissões, nas marcações das suas postagens nas redes sociais e tampouco no seu email. Invista no relacionamento verdadeiro, eduque as pessoas sobre o que faz, como funciona e deixe que elas mesmas tomem a decisão pela compra! Pare de uma vez com essa mania de querer ficar cutucando para que elas vejam as suas artes e vídeos em forma de spam, pois acredite, embora muitas vezes não receba curtidas ou comentários, você sempre haverá de ser visto por elas. Se elas interagirem ótimo… deixe que isso fique por conta delas. O seu papel deverá ser de apenas passar a sua mensagem para que elas entrem em contato com você.

Clique aqui e saiba se você sofre da Síndrome de Walking Dead.

Entendido que você precisa ter pessoas devidamente qualificadas e aquecidas na sua base de dados para receber o seu conteúdo (vá por mim: nem todos os seus amigos servem para ser seus clientes), vamos agora ao que interessa.

Tenha uma oferta básica!

Print do meu email de pagamentos do Pagseguro

De preferência algo de extremo valor para o seu lead, mas que ao mesmo tempo seja tão barato que ele não enxergue nenhuma objeção ao comprar de você por conta do fator “preço”.  Em outras palavras, mostre a ele que ele vai levar algo de muito valor agregado por uma pechincha (o que é realmente vai acontecer, de fato). Feito isso, adivinha o que aconteceu? Você converteu o seu lead em cliente – o que é muito mais poderoso, hein! A pessoa já conheceu você e comprou de você! Não é bacana?

Tenha uma oferta maior

Vendida a sua oferta básica, mostre ao seu lead  cliente(rsrsrs) que você pode ajuda-lo ainda mais. É aí que vai entrar a sua oferta maior. A grosso modo, é interessante que você tenha produtos de ticket baixo, produtos de ticket médio, produtos de ticket médio, produtos de ticket alto e finalmente os seus produtos premmium. Os de ticket baixo são os que mais vão ser vendidos (por questão do fator “preço”), porém não são eles que necessariamente vão dar a você uma boa margem de lucro, são os de ticket alto e os seus produtos Premmium, que embora não possam ser calculados pela quantidade de clientes, são têm um lucro inversamente proporcional na qualidade deles. É aqui que está o pulo do gato! Faz sentido?

Clique aqui e saiba quais são os 3 tipos de produtos que você deve ter!

Explore a escassez

Se trata de um gatilho mental que força a pessoa a tomar uma decisão, pois a grosso modo só damos valor ao que não está à nossa disposição o tempo inteiro. Foi aqui que que vendi 5 Kits Social Media Smart pelo valor de R$ 450 (cada). Delimitei o número de pessoas que poderiam vir a ser contempladas pelo meu serviço, fiz a segmentação da minha campanha para meus leads de email e WhatsApp no dia 21/08 e encerrei às 15h de ontem (22/08). Esse serviço faz parte dos meus produtos de ticket médio, sem contar que ainda fiz mais 4 downsells (a venda de produtos mais baratos) de 4 cursos de ticket baixo – o “Vendendo com o WhatsApp” (clique aqui e compre agora)!

Conclusão

R$ 450*5 = R$ 2.250
R$ 7*4 = R$ 28
Total: R$ 2.278 em dois dias (sem gastar nenhum centavo)

Isto funciona para você?

Caso você tenha visto lógica no que falei, eu gostaria que você começasse a aplicar isso à sua realidade agora e me contasse os seus resultados depois ou, caso queira uma orientação mais detalhada de como conduzir isso, eu sugiro que você faça o meu curso “Marketing na Internet: Os princípios básicos para você vender sem vender”.  Basta clicar aqui, escolher a sua forma de pagamento e assim que a sua transação for compensada, eu mandarei o link da área de membros para o seu email, beleza?

 

Veja abaixo alguns depoimentos sobre o curso:

Então é isso, eu espero, mais uma vez, poder ter ajudado no desenvolvimento dos seus projetos profissionais. Agora é com você, coloque a mão na massa e faça, que acontece!

O que o Michel tem a dizer sobre o curso:

Comprar o curso

 

Os 4 posts mais visto até agora