Existem 4 tipos de profissionais. Qual é o seu?

Existem 4 tipos de profissionais. Qual é o seu?

Quando nos condicionamos a trabalhar em uma empresa como funcionários, a grosso  modo, estamos vendendo não apenas a nossa força produtiva e/ou intelectual, mas principalmente o nosso tempo, em troca de um salário. O mesmo ocorre quando somos autônomos e atuamos como prestadores de serviço ou até mesmo desenvolvedores de determinados tipos de produtos: a moeda que pedimos em troca de dinheiro é o nosso tempo (clique aqui e confira 5 áreas lucrativas para quem trabalha com criatividade)!

Esforço basta?

Apesar disso, você já reparou que existem pessoas que nunca têm tempo para nada? Elas se esforçam, fazem hora extra, cobram mais barato, batem de porta em porta, renunciam os prazeres da vida e parece que nunca têm resultados satisfatórios (clique aqui e saiba como ganhar mais dinheiro se o seu salário é fixo)! Se você é desse tipo, cuidado: você está ocupado ou pior: você pode ser promovido!

Pensando nisso, andei fazendo umas pesquisas e neste artigo eu gostaria de compartilhar um resumo dos 4 tipos de profissionais que identifiquei. Confira:

1- Os que por não fazerem nenhum esforço, têm poucos resultados

Geralmente são profissionais acomodados que só trabalham para pagar contas ou simplesmente tem alguém que pode fazer isso por eles. São do tipo “deixa a vida me levar, vida leva eu” e vivem na alegre ignorância de se orgulharem do que fizeram, do que viveram, do que foram e do que tiveram, mas que infelizmente aos poucos vão ficando obsoletos e desnecessários para a empresa em que trabalham ou simplesmente para os seus clientes. Resultado: em pouco tempo estarão se deparando com as portas fechadas!

Clique aqui e assista à minha mini palestra para quem está desempregado!

2- Os que mesmo sendo esforçados, têm poucos resultados

São pessoas que vivem se dedicando ao que não dá resultado. Podem ser do tipo que apesar de serem qualificados, vivem esperando a “solidariedade” de um patrão ou do Governo para trabalhar e ganhar honestamente o seu dinheiro. Mandam currículos, participam de entrevistas, prestam concursos e até hoje ficam “esperando” para serem chamados para um trabalho. Clique aqui e saiba como começar a ganhar dinheiro a partir de agora.

No caso de empreendedores, são do tipo que querem vender os seus produtos e serviços a todo custo e que muitas vezes ignoram as tendências de mercado e até mesmo a tecnologia existente para melhorar as suas vendas. Clique aqui e conheça algumas ferramentas para ajudar você a vender através da internet!

Veja abaixo o que o Marcos tem a dizer sobre o meu livro digital “Enfim, Desempregado: como trabalhar e enriquecer sem depender de um emprego”:

Clique aqui e saiba mais!

3- Os que são esforçados e têm bons resultados

São os workaholics, ou simplesmente viciados em trabalho e que, por esse motivo acham que só podem ganhar dinheiro se trabalharem muito (mas muito mesmo)! Geralmente são pessoas persistentes que querem provar que as demais estavam erradas e que um dia elas terão que engolir o seu sucesso. O porém disso é que provavelmente vão passar a vida tão focados no trabalho, que quando derem conta, estarão velhos e solitários. Clique aqui para ler o artigo “a riqueza da simplicidade” e conheça a estória do grande empresário com o humilde pescador.

4- Os que não fazem muito esforço e têm bons resultados

São os que são livres para fazer o que quiserem, com quem quiserem, aonde quiserem e como quiserem. Muitas vezes são do tipo que até mesmo são procurados pelas pessoas e só têm a missão de assegurar a venda daquilo que oferecem (clique aqui e saiba quem é o seu funcionário 24 horas) ou simplesmente terceirizam tudo que fazem ao invés de terem que colocar a mão na massa ou, se for o caso, são afiliados de produtos digitais e têm o devido conhecimento de estratégias para fazer a tecnologia trabalhar a seu favor, vendendo simplesmente o conhecimento de outras pessoas ou até mesmo as suas próprias skills em gateways de pagamento.

No curso DNA Criativo eu falo muito mais sobre isso. Clique aqui e saiba mais!

E então, que tipo de profissional você é?

Deixe os seus comentários, as suas dúvidas ou mande as suas sugestões escrevendo no campo abaixo e claro: faça: que acontece!

O que a Karina tem a dizer sobre o meu trabalho:

Os 5 posts mais vistos e que acho que você também pode gostar: